segunda-feira, 30 de maio de 2011

FALANDO NOVAMENTE DE MODA: JEANS PARA GORDINHAS- SUPER ELEGANTE!

Jeans para gordinhas: Calças chegam com cortes retos e lavagens discretas


O jeans, seja em calças, shorts ou qualquer outra peça, é o material mais presente em todo guarda-roupa feminino. Com modelagens cada vez mais aprimoradas e confortáveis, os modelos jeans valorizam o corpo e deixam qualquer visual mais bacana, além de valorizar a silhueta de mulheres gordinhas.
Para a estação mais quente do ano, grande parte das marcas propõe modelos mais sequinhos e sem detalhes extravagante que possam chamar muito a atenção, enaltecendo o status de “básico” que toda peça jeans proporciona.
A Elegance mantém a linha básica e casual dos jeans para gordinhas, com calças, saias e bermudas que modelam a silhueta por ter o cós anatômico de altura média. Coletes jeans também garantem looks despojados e até mesmo, em um conceito moderno, elegantes, quando combinados a outras peças-chave, como blusas brancas.


Nas calças e bermudas de Amália Gasparini a silhueta, já skinny, é ainda mais afunilada pelo uso de cortes retos e lavagens muito escuras. Atenção para uma tendência que é hit: barras dobradas na altura dos tornozelos, ou até mesmo um pouco acima. Para os vestidos, a ordem é dar movimento com os modelos evasê, que recebem a delicadeza da gola Peter Pan e comprimentos acima do joelho – modelos ideais para o dia-a-dia.




Peças diferenciadas, como vestidos e jardineiras ganham a descontração do jeans na coleção da Doce e Rosa, seja em tonalidades bem escuras, ou no índigo mais vibrante.A marca ainda aposta nos aviamentos (botões, zíperes, fivelas) em dourado e prateado, que dão destaque para os detalhes das peças ousadas como vestidos bandage.




O principal diferencial da Júlia Modas vem na ousadia da lavagem stone washed para modelos de shorts e bermudas mais curtas e soltinhas do que em outras coleções. As peças devem ser combinadas a blusas estampadas de cores femininas e acessórios em alta, como cintos de laço, para que os looks fiquem ainda mais interessantes e descolados.



 2011 promete uma variedade incrível de peças para as mulheres mais gordinhas que desejam estar em dia com as tendências de moda feminina e valorizar o seu corpo com auto estima! Os jeans só têm a acrescentar em looks descontraídos para o dia-a-dia.
Vejam mais alguns look








 

FONTE: http://www.gmaravilhosas.com/

CUIDADOS COM AS UNHAS

Unhas: seis soluções

Dermatologistas esclarecem dúvidas sobre os problemas mais comuns

Não é preciso ser vaidosa para fazer questão de manter as unhas sempre feitinhas e pintadas. Elas são nosso cartão de visitas em meio à correria do dia-a-dia, seja para aquela reunião importantíssima, para o aniversário da filha ou para complementar a produção da noite. Vermelhas ou discretas, curtas ou longas, redondas ou quadradas, com ou sem cutícula - as opções são inúmeras. Mas independentemente de seu estilo, uma coisa é certa: elas devem estar bem tratadas e saudáveis.


Unhas encravadas, manchadas, com micoses ou fracas são problemas freqüentes mas, escondidos sob o esmalte, acabam sendo adiados e se agravando. Portanto, sempre é hora de olhar as mãos com atenção e acabar de vez com estes inconvenientes. Alguns cuidados básicos podem garantir suas unhas bonitas e livres de complicações.


1 - Hidratação


Assim como nossa pele, as unhas também necessitam de hidratação. Para garantir que elas permaneçam saudáveis e fortes é preciso deixar a preguiça de lado e dedicar alguns minutos do dia para aplicar um hidratante. "Aproveite quando for hidratar as mãos e passe o produto também nas unhas. O único problema é o esmalte, que bloqueia a passagem dele", explica a dermatologista Ligia Kogos. Nesses casos, o ideal é esperar a noite anterior ao dia de fazer as unhas, retirar o esmalte e aplicar o creme. "Uma vez por semana já é suficiente", garante a médica.
“Toda vez em que for à manicure, peça um hidratante antes da base”
Para uma hidratação intensiva, é preciso deixar as unhas livres da pintura por pelo menos uma semana. "Por mais suave que seja o esmalte, ele sempre resseca as unhas. Portanto, toda vez em que for à manicure, peça para passarem um hidratante antes da base. Os melhores são os com efeito lubrificante, como os à base de lanolina, óleo de amêndoa, silicone, pantenol ou uréia", sugere a dermatologista.


2 - Livre-se das manchas
Manchinhas brancas, unhas amareladas. Probleminhas que cismam em aparecer, muitas vezes sem motivo aparente. E se a sua manicure vive dizendo que o problema são os esmaltes escuros que você anda escolhendo, saiba que as causas podem ser muitas. "No tempo em que as pinturas eram mais artesanais, isso era comum, um pigmento ou outro se depositava na unha. Mas os esmaltes foram aperfeiçoados e não costumam manchar", explica a dermatologista Ligia Kogos, lembrando que é fundamental usar um produto de qualidade.
Mesmo assim, para evitar possíveis marcas causadas pela coloração, a dermatologista Carla Góes Sallet recomenda alternar cores claras e escuras. "O uso muito contínuo de um mesmo esmalte pode fazer com que as unhas acabem se pigmentando, como acontece com os dentes em contato com café, chocolate ou refrigerantes", diz a Dra. Carla. Aliás, aquela história de que esmaltes escuros fortalecem a unha é pura lenda. "Não existe nada que comprove isso", acrescenta a médica.
Já as manchinhas brancas, que nossas mães diziam aparecer quando contávamos uma mentira, não têm culpa no cartório. "Geralmente são decorrência de pequenos traumatismos, como uma batida. O choque traumatiza a raiz e três meses depois aparece a mancha", explica Ligia Kogos. Quanto a isso, não há muito que fazer. Só ter paciência para esperar a unha crescer novamente.


3 - Micoses
"Qualquer pessoa pode ter micose. Como o tratamento é demorado, quanto antes se procurar um médico, melhor", avisa a dermatologista Carla Góes Sallet. Para ajudar a identificar rapidamente o problema, ela dá a dica. "Geralmente o canto da unha fica branco. Essa mancha então vai amarelando até ficar esverdeada", explica.
Apesar de mais freqüente nos pés, as micoses também podem atacar as mãos. "Os pés, por estarem mais expostos a traumatismos, como topadas, costumam ter mais micoses. Mas todas são causadas por fungos e, como eles estão em toda parte, ninguém está livre. O surgimento do problema é facilitado por baixas de resistência", explica Dra. Ligia Kogos.
De tratamento difícil - feito com medicação tópica e oral - e demorado, o melhor remédio continua sendo prevenir. "Evite condições que favoreçam o crescimento dos fungos, como ambientes úmidos. Quem mexe muito com água, lava muita louça, está mais suscetível. Quem não sofreu nenhuma espécie de traumatismo nas unhas, nem se expõe à água, precisa verificar a possibilidade de outras deficiências que causem baixa de imunidade", avisa Dra. Ligia.

4- Unhas fracas
Para dar uma força extra às unhas, todas as tentativas são válidas, mas em alguns casos não tem jeito. "Quem tem tendência a ter a unha fraca vai ser assim a vida inteira. Mas cuidados como fazê-las toda semana e lixar qualquer irregularidade, ajudam. Bases fortalecedoras que contenham formol também podem ser utilizadas, mas só na pontinha da unha", explica Dra Ligia Kogos, que em alguns casos indica o consumo de gomas de colágeno ou colágeno em pó para torná-las mais resistentes. Antes de tratar, porém, atenção aos sinais que o corpo dá. A dermatologista Carla Sallet adverte: "Unhas fracas: podem ser sintomas de várias doenças, portanto, toda mudança deve ser avaliada. É diferente de quem sempre teve o problema. Unhas que sofrem alterações, como estrias, devem ser observadas por médicos".

5- Encravou?
A manicure cortou demais, você foi dar uma cutucada e, pronto: encravou! O incômodo é grande e não tem mesmo muito jeito. Precisa esperar crescer. Para evitar que aconteça novamente, nunca deixe que cortem demais, principalmente nos cantos.
Pode parecer besteira, mas uma unha encravada é capaz de criar enormes complicações. A dermatologista Carla Góes Sallet relata: "Atendi uma menina de 12 anos que tinha cortado demais a unha do pé. Fechada no sapato, com o suor, infeccionou. Ela chegou aqui com o pé inchado e muito dolorido, e precisou tomar antibióticos por 10 dias".
Para quem tem uma unha que cisma em crescer para baixo, prendendo na pele, existe uma técnica para acabar com o problema. "É uma pequena cirurgia que modifica a direção do crescimento da unha. Realizada no consultório, com anestesia local, consta em colocar um suporte que levante a unha. À medida que ela vai crescendo, fazemos revisões, até que ela comece a seguir na direção desejada. Para quem vive com unhas encravadas e dor nos pés, é uma ótima opção", avalia Dra. Carla.

6- Higiene no salão
Afinal, por segurança, é preciso levar o próprio alicate para o salão? "Em um estabelecimento rigoroso, não há necessidade de se levar nada. Mas como nem todos os salões dispõem de kits descartáveis para as clientes, fique de olho", alerta a dermatologista Carla Góes Sallet. "Tanto lixas quanto palitos podem transmitir micoses, e os fungos se multiplicam muito rápido. Por isso, esse material deve ser descartável sempre e os alicates, esterilizados", acrescenta Dra. Carla, que, recentemente, realizou uma consultoria para as manicures da rede de cabeleireiro Studio W. "É complicado, pois as clientes fazem perguntas que elas não estão aptas a responder. As causas para os sintomas podem ser muitas, e devem ser sempre avaliadas por um dermatologista, nunca pela manicure", adverte a médica.


FONTE:http://msn.bolsademulher.com

quinta-feira, 26 de maio de 2011

VOCÊ GOSTA DE USAR SALTO ALTO? PRESTE ATENÇÃO...

SALTO ALTO

Não há dúvida de que o uso de salto alto dá à mulher mais charme, beleza e sensualidade. Também é bem sabido que a maioria das mulheres não mede sacrifícios para ter consigo esses atributos que fazem parte da natureza feminina.
Afinal, até que ponto usar salto alto pode prejudicar a saúde?
A maioria dos especialistas no assunto concorda que qualquer fator modificador da postura natural do corpo humano pode trazer prejuízos à saúde. O uso de salto alto muda as resultantes das forças que mantêm o corpo quando apoiado somente nos pés, por isso altera sua biomecânica.  Daí porque  se faz necessário que o corpo adapte sua postura normal para compensar o levantamento da parte posterior dos pés: flexiona levemente os joelhos, aumenta a concavidade da coluna lombar (hiperlordose lombar) e encurta os músculos da panturrilha. As consequências dessas adaptações para que a pessoa possa se manter em pé, podem provocar dores e deformidades.
Muitas pesquisas concluíram que esse hábito em favor da vaidade feminina também pode causar algo que compromete a estética das pernas e também provoca dores: as indesejáveis varizes. Sobre esse ponto, entretanto, há controvérsias. Dentre os que discordam da maioria dos outros autores sobre essa questão estão o professor João Potério Filho e sua equipe, do Departamento de Cirurgia Vascular do Hospital das Clínicas da Unicamp, que concluíram em estudo recente que o uso de salto alto reduz a pressão nas veias das pernas facilitando o retorno do sangue ao coração, o que tem grande poder terapêutico contra edemas e varizes.
Os ortopedistas, entretanto, têm diversos motivos para ponderar e até contra-indicar, em certos casos, o uso de salto alto. Essa prática pode causar dores nos joelhos, nos tornozelos e nos pés, calosidades nos pés, joanetes e unhas encravadas, afecções  que serão mais incidentes quanto mais altos forem os saltos, e quanto maior for o tempo de uso desse tipo de sapato. É importante ressaltar, entretanto, que para ser considerada usuária habitual de salto alto a pessoa deve utilizá-lo por mais de três vezes por semana e mais de  quatro horas consecutivas.
 O fator idade também deve ser levado em consideração: quanto mais jovem for a pessoa, maiores são os riscos. Portanto, há que se ter cuidado principalmente com crianças e adolescentes. Nessa fase da vida em que o esqueleto ainda não está totalmente maduro, que ainda se encontra em fase de crescimento, o uso de salto alto pode causar deformidades mais estruturadas e graves. Mas o uso prolongado e freqüente de salto alto provoca problemas em qualquer idade.
Destaque-se que durante a gravidez o salto alto precisa ser evitado – quando forem usados não devem ultrapassar a 3cm de altura. Nesse estado, a mulher já apresenta fatores desfavoráveis à sua biomecânica como aumento de peso corporal e acentuação da lordose lombar devido ao aumento do volume do abdômen, que condicionam ao aparecimento de dores nas costas e nos membros inferiores.
Os sapatos de alto que causam menos danos à saúde são os do tipo plataforma, que aumentam a altura da pessoa mas mantém os pés alinhados com o plano horizontal.
Não podemos esquecer que o uso de qualquer tipo de salto oferece o risco de aumentar a incidência de entorses de tornozelos e de pés assim como de fraturas tanto de um segmento quanto de outro pelo fato de torná-los mais instáveis.
Há condições especiais em que usar salto alto tem indicação terapêutica, como são os casos das dores na  parte posterior da região plantar provocadas por fascite plantar  e por esporão do calcâneo. A altura do salto, entretanto, não deve ultrapassar a 5cm.
Mesmo havendo todos esses riscos decorrentes do uso de salto alto, não há motivos suficientes na relação custo-benefício para proscrever o uso dos elegantes saltos que tanto seduzem homens e mulheres. Uma mulher em trajes mais formais sem esse adereço, faz toda a diferença.
Recomenda-se, entretanto, para que se minimize os eventuais danos que possam ser provocados pelo uso habitual de salto alto, que se compre os sapatos nos finais de tarde ou à noite quando os pés podem estar inchados, para que se evite a escolha de modelos apertados, desconfortáveis;  que jamais sejam usados sapatos menores que o pé requer; que sejam provados os dois lados visto que às vezes há uma discrepância de tamanho dos pés; que sejam evitados calçados de material duro, inflexível.
Observando os critérios citados, usando-se os sapatos de salto apenas quando necessário, principalmente os mais altos, e sendo esses calçados  confortáveis, suba nos saltos e desfile poderosa, bela e sedutora.
Escrito por Viriato Moura

Médico especialista em ortopedia, traumatologia, medicina do esporte e do trabalho, Diretor-presidente do Complexo Hospitalar Central, Presidente da Academia de Medicina de RO e Membro da Academia de Letras de Rondônia. Presidente da Regional de RO da Sociedade Brasileira de Médicos Escritores. Apresenta aos domingos (11 horas) o programa Viva Porto Velho, na RedeTV!. É colaborador dos portais Rondonotícias e Gente de Opinião. Contato através do e-mail: viriatomoura@globo.com

FONTE:www.rondonoticias.com.br

terça-feira, 24 de maio de 2011

VESTIDOS DE NOIVA PARA GORDINHAS!

Vestidos de noivas para gordinhas não são difíceis de ser encontrados, mas também não é qualquer vestido que se deve usar. É preciso ter bastante cuidado com o vestido ideal, é de suma importância que o vestido caia como uma luva em você.
Outro ponto bastante importante é pedir ajuda a um profissional na hora de escolher seu vestido, ela saberá perfeitamente qual vestido vai se adequar a você e qual vestido vai realçar seus pontos fortes.
Para suavizar os ombros e braços largos o ideal é usar um vestido tomara que caia, também se pode usar vestidos com manga curta mais larga ou manga comprida feita de tecido mais fino para não aparentar tanto volume.
Os modelos de vestidos de noiva para gordinhas devem ser procurados com calma e com bastante antecedência. Para que todos os ajustes fiquem perfeitos e a roupa esteja impecável para o dia do casamento.

CONHECENDO O SELÊNIO

Selênio - conheça a importância desse mineral

O selênio é um mineral com importante ação antioxidante. Sua recomendação de ingestão diária, de acordo com a RDA, é de 55mcg para adultos.

Um dos principais motivos para a deficiência de selênio é uma dieta pobre, baseada em alimentos industrializados e refinados. O refinamento dos alimentos causa perda significativa de selênio. Por exemplo, no pão integral a quantidade de selênio e duas vezes maior que no pão branco.

Quando a dieta é pobre e deficiente em selênio os sintomas percebidos são dores musculares, fadiga e fraqueza muscular, também podem ser observadas manchas brancas nas unhas.

Grãos são boas fontes de selênio, dependendo da concentração de selênio no solo e água onde crescem. A
castanha do Pará é considerada uma boa fonte e o consumo diário de uma a duas unidades fornece todo o selênio necessário para o dia.

Selênio e antioxidante
O selênio é um mineral que participa da formação de enzimas de ação antioxidante. Também melhora a utilização da vitamina E, importante na neutralização dos radicais livres. Assim atua retardando o processo de envelhecimento e prevenindo doenças cardiovasculares.

Selênio e imunidade
Na deficiência de selênio é observada maior produção de substancias pró-inflamatórias por nosso corpo. Assim o sistema imunológico fica sobrecarregado e mais fraco.
O uso de selênio tem papel no bom funcionamento do sistema imunológico, evitando gripes, infecções e viroses.

Selênio e tireóide
O consumo adequado de selênio, zinco e iodo está relacionado ao bom funcionamento da tireóide. Estudos mostram que a deficiência de selênio pode reduzir a conversão dos hormônios da tireóide, de T4 em T3, que é a forma mais ativa do hormônio.

Selênio e câncer
Pesquisas indicam que a deficiência de selênio aumenta o risco do desenvolvimento de câncer de pulmão, próstata e ovários. Já o consumo adequado está relacionado à menor risco de câncer de intestino, próstata, ovário e leucemia.
O consumo se torna ainda mais importante em casos de pessoas com histórico familiar de câncer. O selênio auxilia na prevenção.

Selênio e detox
O selênio melhora o trabalho do fígado na eliminação de toxinas. Ajuda inclusive a eliminar metais pesados como mercúrio e cádmio que estão relacionados a doenças neurodegenerativas como Alzheimer.

Vale lembrar que todo o excesso é prejudicial e que o selênio em excesso pode causar toxicidade caracterizada por fragilidade e perda de unhas e cabelo.

Referencia:
Paschoal, V. Suplementação Funcional Magistral: dos nutrientes aos compostos bioativos. São Paulo: Valeria Paschoal Editora LTDA., 2008.

Fonte: Flávia Morais - Nutricionista da rede Mundo Verde
FONTE: http://www.mundoverde.com.br/

OLHAR EM EVIDÊNCIA...

Maquiagem: Olhos de Red Carpet

MAQUIAGEM OLHOS 2011 thumb Maquiagem: Olhos de Red Carpet
Em minha opinião, red carpets são perfeitos não apenas para tirarmos inspiração para belos vestidos, mas também para lindas maquiagens. Pensando nisso, resolvi aproveitar Cannes 2011, afinal são tantos tapetes chiquérrimos vermelhos durante o festival. Confira!
Olhos Gatinho Colorido
Fan Bingbing thumb Maquiagem: Olhos de Red Carpet
O destaque para maquiagem nos red carpets de Cannes ficou nos olhos. Muito delineador marcou o make das famosas. Algumas, como Fan Bing Bing, foram mais além e apostaram no tracinho colorido, os olhos gatinho colorido. Fica bem interessante, né?
Olhos Gatinho Esfumado
alinne moraes thumb Maquiagem: Olhos de Red Carpet
A maquiagem de Alinne Moraes em Cannes foi muito linda. Uma mistura de sombras, em tons dourado e chumbo, esfumadas que criaram um belo efeito gatinho. Ela também usou e abusou do lápis preto. Adorei!
Notou como as famosas acima privilegiaram os olhos e deixaram a boca, quase que, ao natural? Pelo jeito, “os olhos tudo, boca nada” continuam bem em alta em red carpets.


FONTE:http://divadiz.com

segunda-feira, 23 de maio de 2011

Vitamina D e Sol diminuem risco de câncer de mama
 
 . Foto: Getty Images Uma dieta com fontes de vitamina D combinada à exposição solar pode reduzir o risco da doençaFoto: Getty Images


Segundo tipo mais frequente no mundo, o câncer de mama é o mais comum entre as mulheres. E, de acordo com uma pesquisa francesa, uma dieta com fontes de vitamina D combinada à exposição solar (que também produz vitamina D) pode reduzir o risco da doença.

Cientistas do Centro de Investigação em Epidemiologia e Saúde da População acompanharam 67.721 pessoas do sexo feminino entre 41 e 72 anos ao longo de uma década. Suas dietas e os níveis de raios ultravioletas de onde viviam foram levados em consideração. Até o fim do período de análise, 2871 desenvolveram a patologia.
A equipe constatou que habitar regiões com maiores níveis de raios UV está associado a uma probabilidade menor (de quase 10%) de ter o problema em comparação com quem está em locais com taxas menores de UV. Mas o maior efeito protetor foi observado na associação de elevada radiação ultravioleta e mais consumo de vitamina D (alimentos ou suplementos). As chances são até 43% menores. Dieta rica em vitamina D, mas sem sol, não trouxe benefícios.
O pesquisador Pierre Engel disse ao jornal Daily Mail que é importante lembrar do crescimento do risco de câncer de pele ao mencionar o sol. Mas afirmou que acredita que o aumento dos níveis de vitamina D por exposição razoável ao sol (tomando as precauções necessárias) e alimentos específicos deva ser incentivado.
Testes sugerem que a vitamina D possa ter uma série de efeitos anticâncer, como retardar a propagação das células doentes. O levantamento mostrou que cerca de 45% da vitamina D referente à alimentação das voluntárias veio de peixes e frutos do mar, 16% de ovos, 11% de produtos lácteos, 10% de óleos e margarinas, e 6% de bolos.
FONTE:http://saude.terra.com.br

CUIDADO COM MAQUIAGEM DE MÁ QUALIDADE

Quando a maquiagem vira sua inimiga

Batons de qualidade e dentro da validade são essenciais para não causar alergias
A principal função da maquiagem é deixar a mulher mais bonita. Mas, dependendo do produto, pode trazer sérios problemas para a pele e a saúde. A médica Gisele Barbosa, especialista em dermatologia estética pela USP, conta os malefícios que sombras e bases de má qualidade ou vencidas podem causar.

“Na hora de comprar um cosmético, devem ser seguidos os mesmos cuidados que temos ao adquirir qualquer outro produto que ficará em contato com nosso corpo, como roupas e alimentos”, diz Gisele. Para ela, também é preciso lembrar de que o cosmético entrará não só em contato com a pele mas também com as mucosas (da boca, do nariz e dos olhos), que
são áreas de maior capacidade de absorção e irritação. “Deve-se prestar atenção então, não somente à cor ou ao preço, mas também à qualidade e data de validade do produto, como também à reputação da marca e sua procedência”, completa a dermatologista. Para isso, responda às perguntas:
Os riscos
• A maquiagem de má qualidade para região dos olhos pode ser responsável por irritações oculares. Os sintomas são coceira, sensação de queimação, ardor e vermelhidão na conjuntiva;
• Em alguns casos, podem ocorrer conjuntivite e blefarite, que são inflamação
e infecção localizadas nos olhos.  Essas doenças, se não forem diagnosticadas ou tratadas, podem causar danos à visão;
• No caso de maquiagens que têm a data de validade vencida (e nesse caso podem ser até marcas de qualidade), o perigo é que o cosmético vira foco de proliferação de bactérias ou fungos e, portanto, podem causar sérios problemas nas usuárias. Os conservantes e a composição estável do cosmético são preparados e garantidos apenas para aquela determinada data indicada;
• Atenção também se o cosmético alterou odor, cor ou textura, pois mesmo se não tiver data vencida, pode ter sido armazenado em local inapropriado e portanto, estar impróprio para uso;
• Atenção redobrada se a data estiver vencida e o cosmético não aparentar essas alterações sensoriais. Mesmo assim considere-o impróprio para uso;
• Maquiagens de má qualidade também podem causar manchas, devido ao estímulo posterior que a irritação do produto causa na pele.

Cuidados garantem pele saudável

• Tire sempre toda a maquiagem antes de dormir;
• Para região dos olhos, retire a maquiagem com xampu infantil, que não arde a mucosa e limpa todo o produto;
• Quem já tem irritação ou coceira frequente
nos olhos devido à lente de contato ou ao uso contínuo de maquiagem, deve evitar usar com tanta frequência. Cosméticos hipoalergênicos também são boas pedidas;
• Outra dica é não compartilhar maquiagem com outras pessoas, seja ou não da mesma família, já que existe o risco de adquirir irritações, conjuntivites e até mesmo infecções como herpes, candidíase (“sapinho”) e clamídia (no caso de batom e gloss);
• Ao sinal de qualquer sintoma estranho, pare de usar a maquiagem e procure seu dermatologista ou oftalmologista (e nesse último caso, parar de usar as lentes de contato);
• Armazene seus cosméticos em local adequado, ou seja, longe de calor ou do vapor do banheiro;
• Escolha um cosmético que seja adequado para seu tipo de pele (oleosa ou seca).

ESMALTES ANTIALÉRGICOS


BELEZA SEM ALERGIA



Se você tem alergia a esmaltes ou a produtos de beleza, precisa conhecer a Alergoshop, loja especializada em artigos antialérgicos. Além de uma série de produtos para casa, ela tem maquiagem, esmaltes, cremes, todos antialérgicos.A coleção Cidades Frias, de esmaltes para esse inverno, está show. Preço: R$ 11,60. Site: www.alergoshop.com.br

FONTE:http://vivermelhor.terra.com.br

domingo, 22 de maio de 2011

MITOS E VERDADES

Escova progressiva não causa caspa

A escova progressiva pode provocar o surgimento da caspa? Mito. Portanto, se quiser pode continuar alisando seus fios sem a preocupação de desenvolver a dermatite seborréica. Mas isso não significa que você estará totalmente livre de problemas. Muito pelo contrário, de acordo com a dermatologista Denise Steiner, presidente da Sociedade Brasileira para Estudo do Cabelo.

Apesar do produto usado neste tipo de alisamento não causar caspa, ele pode sim causar irritação no couro cabeludo. “Algumas pessoas podem apresentar irritação no couro, provocada pelo uso do produto. Essa irritação causa descamação da região, que pode ser confundida com a caspa”, comenta.

E não para por aí. Segundo a médica, a escova progressiva pode ainda provocar inflamação no couro
cabeludo. “Isso porque a irritação, a vermelhidão ou a coceira podem diminuir a resistência da pessoa, levando a um processo inflamatório”, diz.

Ou seja, mesmo não causando a caspa de fato, a escova progressiva deve ser suspensa se ocasionar descamação ou, ainda pior, inflamação no couro cabeludo.
 
FONTE: http:// especialcabelos.terra.com.br

QUE TAL UM CAFÉ!

Diferentes doses de café ajudam a prevenir doenças
 
Diferentes doses de café ajudam a prevenir doenças. Foto: Getty Images Rico em antioxidantes, o café ajuda a prevenir doenças
Foto: Getty Images

O café está em alta! Prova disso são os diversos estudos relacionando os benefícios da bebida com a saúde, divulgados nesta terça e quarta-feira (17 e 18) pelo jornal britânico Daily Mail.
Segunda bebida mais consumida em todo o mundo, perdendo espaço apenas para a água, o café pode colocar a saúde em risco pelo excesso de cafeína, mas também pode ajudar no combate de doenças como câncer e demência. Tudo vai da quantidade de café ingerida diariamente.
Uma xícara
Um estudo grego com 485 pessoas entre 65 e 100 anos mostrou que ingerir uma única xícara de café por dia pode ajudar a reduzir a pressão sanguínea, porque as artérias ficam mais saudáveis. Os pesquisadores acreditam que os antioxidantes do café aumentem a produção de óxido nítrico, um composto encontrado naturalmente no corpo e que ajuda a relaxar as paredes das artérias, diminuindo a pressão arterial.

Uma única xícara de café por dia pode ainda melhorar o funcionamento cerebral. Cientistas da Bristol University, na Inglaterra, estudaram 600 pessoas e descobriram que os que ingeriam café regularmente se saíram melhores em testes do que aqueles que não consumiam a bebida ou preferiam a versão descafeinada. "A cafeína faz com que mais açúcar chegue ao cérebro, dando energia extra ao órgão e proporcionando um aumento temporário da capacidade cognitiva", explicou Sarah Schenker, nutróloga.
Pessoas sensíveis à cafeína, mesmo com uma única xícara de café podem demorar para pegar no sono, pois a substância leva oito horas para ser totalmente eliminada do organismo.
Duas xícaras
Segundo cientistas da Universidade da Flórida, essa quantidade ajuda a manter o Alzheimer longe. O estudo
ainda não foi realizado em humanos, mas as descobertas sugeriram que cerca de 200mg de cafeína - ou duas xícaras de café - por dia ajudam a prevenir o surgimento de algumas proteínas cerebrais conectadas à perda de memória ligada à doença e à demência.
Duas xícaras de café meia hora antes dos exercícios físicos também melhoram a performance dos atletas, disse um estudo publicado no International Journal of Sports Medicine. Todavia, gestantes devem limitar a ingestão de café a apenas duas xícaras porque a cafeína ajuda a elevar hormônios do estresse, como adrenalina e cortisol, que podem aumentar as chances de aborto.
Três xícaras
Em 2008, o periódico médico American Medical Journal Cancer informou que três xícaras de café por dia são suficientes para reduzir em até 1/5 os riscos de desenvolver câncer de ovário, especialmente em mulheres que nunca tomaram pílula anticoncepcional. E outra pesquisa, divulgada no Journal of American Medical Association, sugeriu que homens que ingerem esta quantidade de café teriam 40% menos chances de ter pedras na vesícula.

Em 2006, outro estudo norte-americano destacou que mais de três xícaras de café por dia poderiam aumentar a chance de ter um ataque cardíaco, por causa do aumento de cafeína, que faz o coração bater mais rápido e aumenta a pressão arterial.
Esta mesma quantidade de café, segundo pesquisadores da Lund University, de Estocolmo, seria capaz de reduzir o tamanho das mamas de algumas mulheres. O efeito da cafeína no estrogênio seria o responsável pela redução das medidas.
Quatro xícaras
Por ser rico em polifenóis, um tipo de antioxidante, o café é ligado à prevenção de cânceres. E esta seria a quantidade ideal para providenciar os benefícios destes nutrientes no organismo. Cientistas da Universidade de Utah descobriu que pessoas que bebem quatro xícaras de café por dia tem 39% menos chances de ter câncer na boca e na laringe. Outros estudos propuseram que esta dose de café previne cânceres de próstata, mama, colo e reto e diabetes tipo 2.

Como efeito colateral, pessoas que ingerem essa quantidade de café têm duas vezes mais chances de desenvolver artrite reumatoide porque a cafeína pode aumentar compostos do corpo que levam à inflamação das juntas.
Cinco xícaras
No Centro Nacional do Câncer de Tóquio (Japão), cientistas analisaram 90 mil pessoas de meia idade por dez anos e descobriram que esta quantidade de café por dia pode reduzir em 3/4 o risco de danos renais. Os antioxidantes da bebida seriam os responsáveis pelo efeito protetor.

Muitas outras pesquisas contestaram os japoneses, dizendo que cinco xícaras de café pode colaborar com o surgimento de osteoporose, visto que a cafeína interfere na absorção de cálcio pelo organismo. Entretanto, a Sociedade Nacional de Osteoporose norte-americana destacou que não há evidências conclusivas de que o café possa prejudicar os ossos, mas avisou que cinco xícaras de café - e mais nenhuma - seriam consideradas uma dose segura.
Seis xícaras ou mais
Depois de analisar 90 mil mulheres, cientista das Wayne State University, nos Estados Unidos, destacaram que seis ou mais xícaras de café por dia podem reduzir em 31% as chances de ter câncer de pele. Ao mesmo tempo, há quem diga que esta dose poderia causar desidratação, aumentar os hormônios do estresse, irritar o intestino e causar problemas cardiovasculares.

Outro estudo, da Universidade de Harvard, acompanhou quase 50 mil homens e constatou que aqueles que bebem seis xícaras ou mais de café reduzem em 20% as chances de desenvolver tumores malignos de próstata. Esse número aumenta para 60% quando comparados aos homens que não ingerem a bebida - e o café descafeinado também mostrou-se efetivo.

FONTE:http://saude.terra.com.br

sábado, 21 de maio de 2011

MAQUIAGEM COM GLITTER

Dicas rápidas de make para noivas e madrinhas

  


Dicas rápidas de make para noivas e madrinhas
Glitter é permitido para madrinhas e até noivas. Foto: divulgação/ Koloss

Estamos no mês das noivas e seja você noiva, madrinha ou mesmo só convidada sempre surgem dúvidas na hora da produção.
Para dar uma força na hora de escolher a sua make pegamos dicas com Jociely Priscila Schmidt, maquiadora da marca de maquiagem Koloss.

De acordo com ela, as noivas e madrinhas podem se dar ao luxo de usar glitter, ultrapassando e modernizando aquela velha e simples make clássica em tons pastéis e bege. Mas não se empolgue, porque nem tudo é permitido! "Como se trata de uma ocasião formal, devemos ir com calma nas novas tendências. Evite tons coloridos demais. Isso não significa que você está proibida de usar tons fortes, mas que eles sejam sempre discretos e mais opacos", explica a maquiadora. Para a boca a dica é apostas em tons como laranja, vermelho e rosa.
Para as convidadas, Jociely conta que elas têm a possibilidade de optar por tons mais alegres tanto na roupa quanto na make. Mas lembre que é errado usar a make exatamente no mesmo tom do vestido, é importante que a maquiagem lembre aquele tom ou combine com ele.



Não sabe como combinar make com vestido de festa colorido? Então anote aí: se for de vestido azul turquesa você poderá usar uma make champagne, prata ou preto. Se você for de longo vermelho, use pêssego, dourado envelhecido ou preto.
Por Larissa Alvarez

FONTE: http://vilamulher.terra.com.br/

GELATINA

Os benefícios da gelatina

Para quem não abre mão de comer um docinho, pode apostar nas gelatinas: além de gostosas elas fazem muito bem à saúde!




Com muitas vantagens e poucas calorias, a gelatina deveria ser a sobremesa favorita entre as mulheres. Apesar de outras receitas já terem tomado o espaço das clássicas gelatinas, ela ainda é uma opção boa e barata para quem quer manter as unhas, cabelos e pele mais saudáveis.
 É claro que o produto não faz milagres, mas por ser extraído do colágeno bovino, contribui para o enrijecimento da pele e têm proteínas que fornecem os aminoácidos essenciais para os ossos e a regeneração das partículas.
 Além daquelas comuns em saquinhos, coloridas e com sabor, existem também outras que podem ser encontradas nas casas de suplemento, seja em colágeno em folhas, cápsulas ou em pó, que são mais concentrados e trazem mais benefícios.
 Conheça os verdeiros efeitos das gelatinas no corpo humano e nunca mais deixe de comprá-las quando for ao supermercado!

Celulite

 Por conter o colágeno, a gelatina age nas linfas, acúmulo de gordura e permite maior elasticidade da pele. Portanto, além de evitar e prevenir o nascimento das celulites, quando já existentes, o colágeno inibi a evolução.
 

Unhas e cabelos

 Por precisarem de diversos nutrientes para crescerem, a gelatina (ou colágeno hidrolisado) contribui para a cicatrização e regeneração dos tecidos, ou seja, fecha as cutículas abertas dos cabelos – o que os deixa mais brilhosos; e no caso das unhas, fortalece as células.

 Dieta

A gelatina contém a maior fonte de aminoácidos – ajudam a estimular o colágeno no corpo. Para quem está de dieta é uma boa opção se quiser cuidar da elasticidade e tonicidade da pele para prevenir a flacidez.

FONTE:www.oficinadamoda.com.br

sexta-feira, 20 de maio de 2011

Adesivos decoram unhas

Ao contrário da versão americana, os adesivos para unhas Tenshi podem ser colocados em casa com a ajuda de palito e lixa
No ano passado, as Minx Nails foram uma verdadeira febre. Para quem não se lembra, tratam-se adesivos que imitam esmaltes com estampas incríveis e que são colados com uma lâmpada especial por profissionais dentro do salão. Beyoncé e Kate Perry foram as duas principais estrelas pop que divulgaram a novidade.

Mas qual a razão para esta retrospectiva? Simplesmente, porque agora há, no Brasil, uma espécie de versão nacional das Minks Nails, que foi batizada de Tenshi. A grande vantagem é que você pode colar esses adesivos em casa, sem precisar de nenhuma lâmpada especial.

Com um palito e a lixa que vem na cartelinha, você mesma pode aplicar em suas unhas. Há mais de 90 estampas para escolher e cada cartela tem 24 tamanhos. Os adesivos duram cerca de cinco dias, mas se for usado com uma base finalizadora da marca, esse tempo pode dobrar.
Mais informações: http://www.unhastenshi.com.br/

FONTE:http://segredosdebeleza.terra.com.br

A MAQUIAGEM PERFEITA PARA AS NOIVAS NEGRAS

MAQUIAGEM PARA NOIVAS NEGRAS

As donas de pele morena, mulata ou negra tem uma gama muito vasta de opções para maquiagem, já que o resultado fica ótimo, tanto com as cores frias, como com as cores quentes.
Hoje, com produtos de tons mais avermelhados, ficou melhor e mais fácil encontrar maquiagens perfeitas para esses tons de pele.
Olhos bem marcados, sempre! Imagem: free.bridal-shower-themes
Para dar vida e cara saudável ao look, os tons avermelhados, terra cota, bronze e dourados são uma ótima opção para a sombra, sempre em tons diferentes da mesma cor, na pálpebra inferior (móvel) e na pálpebra superior.
A
Abuse dos tons metálicos! Mas sempre combine 2 cores. Imagem: ireng
cor ameixa é a mais indicada, tanto para o blush, como para o batom. Fica lindo! Mas se a noiva quiser ficar mais discreta, tons cor de boca com um pouco de gloss, também são sucesso garantido para aquelas que optarem por um visual nude.
Sombra dourada e batom ameixa. Lindo resultado! Imagem: alisoncameronmakeup
Visual nude para negras: Use as cores que mais se aproximem com o tom de sua pele! Imagem: lembrancinhaslittletreats
Lápis e delineador pretos para o contorno dos olhos, sempre!
Uma dica importante é o cuidado com bases, pós e corretivos de tom mais claro que a pele. Devem ser de tom bege escuro a terra cota, dependendo do tom da pele. Teste nas maçãs do rosto e veja se não está mais claro, nem mais escuro.
Sombra de tons marrons esfumados e batom cor de boca com gloss. Imagem: lembrancinhaslittletreats
As noivas negras podem e devem abusar da ousadia no make! Escolha o que mais combina com você e seu estilo e brilhe em seu grande dia!

FONTE:http://zankyou.terra.com.br

quinta-feira, 19 de maio de 2011

10 DICAS PARA DORMIR BEM

Falta de memória pode ser causada pela má qualidade do sono

Pessoas que dormem melhor tem mais facilidade de lembrar de fatos importantes

 
Pessoas que conseguem ter uma boa noite de sono lembram melhor das informações observadas durante o dia do que aquelas que passam longos períodos sem dormir, diz um estudo feito pela University of Lubeck, na Alemanha. A pesquisa sugere que o cérebro consegue fazer uma "peneira" de tudo que foi absorvido durante o dia, retendo o que é mais importante enquanto dormirmos.

O estudo envolveu testes de memória em 191 voluntários em dois experimentos. Durante o primeiro, cada um dos participantes tinha que aprender 40 pares de palavras. E no segundo, as pessoas tinham que participar de uma espécie de jogo da memória. Em cada um dos grupos, metade dos voluntários era informada que faria testes de memória sobre suas atividades do dia dentro de 10 horas, enquanto a outra metade fazia o teste de surpresa.  
Alguns dos participantes puderam dormir no período entre as tarefas e o teste. Os autores do estudo descobriram que as pessoas que tiveram um período de descanso tiveram melhores resultados nos testes de memória do que aqueles que ficaram acordados. As pessoas que sabiam do teste e dormiram tiveram resultados ainda melhores.

Isso acontece porque durante o descanso ocorre a síntese de proteínas responsáveis pelo desenvolvimento das conexões neurais, aprimorando habilidades como
memória e aprendizado. Durante a noite, o cérebro faz uma varredura entre as informações acumuladas, guardando aquilo que considera primordial, descartando o supérfluo e fixando lições que aprendemos ao longo do dia. Por esse motivo, quem dorme mal, geralmente, sofre para se lembrar de eventos simples, como episódios ocorridos no dia anterior ou nomes de pessoas muito próximas.

Os pesquisadores dizem que a pesquisa, além de provar que o cérebro consegue diferenciar o que vai ser usado e o que pode ser esquecido, mostra que ficar longos períodos sem dormir para estudar ou memorizar algo não é o melhor meio de absorver informações.  
10 dicas para dormir bem
1- Antes de ir para o quarto, é fundamental aplacar as ansiedades do dia a dia. Não vá para a cama assim que chegar do trabalho. Primeiro tome um banho morno, procure relaxar, para só então ir se deitar.

2- Desligar a TV e o computador é um método bastante eficaz. A luz desses aparelhos atrasa a produção das substâncias responsáveis pelo aviso de que é hora de dormir.

3- Exercícios físicos devem ser feitos até quatro horas antes de ir dormir, ou o corpo ainda estará agitado. Na cama só vale o sexo que, aliás, é ótima para relaxar.

4- Um chá também ajuda, porém, é preciso escolher as ervas certas. Nada de tomar chá preto ou verde, ricos em cafeína, que é estimulante. Infusões de melissa e camomila induzem ao sono e ainda melhoram a sua qualidade.

5- Coma pouco à noite. Faça uma refeição leve, usando, por exemplo, aspargos, palmito, arroz, batata, aveia e soja. Tomar sopas com esses ingredientes é uma excelente pedida, principalmente nas noites mais frias.

6- Aquele bife suculento jamais deve ser comido à noite, porque a proteína que compõe esse alimento ativa o sistema nervoso simpático, responsável, entre outras funções, por deixar seu corpo em estado de alerta, favorecendo, assim, maior descarga de adrenalina.
7- Um ritual interessante é depois do banho morninho, acender uma lâmpada azul e pingar algumas gotas de óleo de lavanda no travesseiro. Essa técnica acalma os pensamentos, relaxa o corpo e induz a um sono melhor.

8- Um copo de leite morno também ajuda a encontrar o caminho para um sono tranquilo, porque o alimento possui triptofano, que é um precursor de serotonina, outro neurotransmissor que está fortemente associado
ao relaxamento profundo.

9- Não se engane com aquela relaxadinha gostosa que o álcool oferece, porque, após alguns goles, essa substância pode afrouxar estruturas da região da faringe comprometendo a respiração. O resultado é o insuportável ronco, que prejudica as fases do sono, ou o efeito rebote, que é quando a pessoa acorda várias vezes no meio da noite.

10- Procure dormir, ao menos, sete horas por noite. 

FONTE:www.minhavida.com.br 

FALANDO MAIS SOBRE O AÇÚCAR...

Açúcar é viciante - Parte 2
 
Quando alguém menciona drogas que viciam, nos vem a mente as substâncias ilegais como maconha, cocaína, crack ou heroína. E, quem tem um mínimo de lucidez, nem chega perto delas, pois já sabe que para ficar viciado, basta começar.
Atualmente, há evidências convincentes de que os alimentos ricos em gordura, açúcar e sal - junk food - podem alterar a química do cérebro, da mesma forma como as drogas viciantes citadas acima.
Considerada uma teoria marginal há apenas cinco anos, a ciência médica acaba de acrescentar à lista de produtos capazes de provocar dependência, algo assustadoramente próximo de nós: a comida moderna.
Um estudo com ratos, publicado na revista Nature Neuroscience, sugere que o consumo de alimentos ricos em gordura leva ao desenvolvimento de um tipo de dependência parecida com a que afeta os viciados em cocaína ou heroína.
O cérebro dos ratos superalimentados com alimentos gordurosos, assim como nos dependentes químicos, apresenta uma queda acentuada nos níveis de substâncias responsáveis pelas sensações de prazer, conhecidas como receptores de dopamina. Com menos receptores, o organismo precisa de quantidades de gordura cada vez maiores para que o cérebro registre a satisfação e prazer desejados.
Sim, trata-se do mesmo mecanismo que acontece no cérebro humano quando usuário das já reconhecidas e ilegais drogas citadas acima. A pesquisa, feita em laboratório, apenas em ratos, confirmou pela primeira vez aquilo que muitos especialistas já suspeitavam: certos tipos de comida viciam. 
"Temos que educar as pessoas sobre como seus cérebros são hipnotizados por gordura, açúcar e sal", disse David Kessler, ex-comissário da FDA (agência reguladora americana de alimentos e medicamentos) e agora diretor do Centro para Ciência no Interesse Público, com sede em Washington DC.
Somente após os primeiros processos contra a indústria tabagista, ou seja, quando houve risco de grande perda econômica por parte dos produtores de cigarros, que as publicidades começaram a ser controladas. Antes, até mesmo em horário infantil era livre os anúncios de pessoas de sucesso incentivando-nos ao fumo. 
Precisamos ver milhares de pesquisas e estatísticas sobre os males do fumar, para reconhecer que se trata de uma droga viciante, que se não mata, aleija o usuário e os que lhe cercam?
Na história da humanidade somos as gerações mais longevas, mas nunca vivemos tão desconectados da natureza, do simples, da lucidez. Por que precisamos da indústria alimentícia para refinar, açucarar, colorir, perfumar e engordurar nosso alimento? Por que compramos cada dia mais e mais estes ‘não alimentos’? Por que agradamos nossos filhos com estas drogas?
Por que precisamos de decisões governamentais para controlar e dizer o que é certo e o que é errado? Por que não batemos pé por tomar decisões mais ‘questionadas’ e sermos mais responsáveis pelas nossas vidas e a de nossos filhos? 
A explicação é uma lei do universo: quanto mais, mais. Ou seja, quanto mais intoxicados (drogados), mais toxinas (drogas) desejamos. Quanto mais drogados, mais desconectados de nós mesmos, de tudo...
A cegueira da visão tem sido tanta, que precisamos de muita desintoxicação e determinação, DIÁRIAS, para corrigir, oxalá a tempo, todos os danos inerentes de tanta sedação. Lembrar que tal sedação e cegueira, afeta o cérebro e a saúde integral: física, emocional, mental e espiritual.
As drogas ilegais, já se sabe, causam graves danos cerebrais que, quando reversíveis, são muitos anos para total regeneração.
Estas "drogas de alimentos" (junk food), embora liberadas pelo FDA e toda a indústria da doença, tenham certeza, também causam danos. O principal deles é a crescente alienação de nós mesmos: onde vai parar nosso poder pensante? Nossa capacidade de dizer e agir: basta? 
Sim, desintoxicar-se é preciso. É o primeiro, segundo e terceiro passo da maratona da NOVA vida NOVA: com lucidez e poder pensante. 
Temos que nos re-conectar de alguma forma tipo: visitar feiras-livres, mercados centrais, propriedades rurais do entorno de nossas cidades, ENXERGAR e buscar contato com os frutos da natureza. Comer frutas embaixo do pé, fazer caminhadas, praticar esporte, yoga, meditação, silêncio...e depois brincar de bicho pega!
Quem sabe assim, sejamos capazes de respirar e pensar novos ares, olhares, sentires e a nossa parte na colheita de nossas vidas...

FONTE: http://www.docelimao.com.br/

AÇÚCAR É VICIANTE!!!

FALANDO SOBRE O AÇÚCAR....
Açúcar é viciante - Parte 1
  Conceição Trucom
Desde que a Dilma Roussef iniciou a escolha do seu ministério que ouço comentários de super especialistas sobre a necessidade de se implementar - urgente - no Brasil uma política arrojada de saúde pública. 
E, tais comentaristas afirmam, repetidamente, que é preciso, faz décadas, investir na informação diária, várias vezes/dia, de toda a população (todas as faixas etárias e sociais), sobre hábitos saudáveis de alimentação.
Educação pesada, para todos, com envolvimento de todos os setores da sociedade...
O modelo americano, que todo o planeta absorveu, em muitos aspectos, mas principalmente no da alimentação industrializada, do fast food e grandes volumes de açúcar + gordura animal, já tem a fotografia revelada no próprio país de origem: obesidade, diabetes, câncer e doenças crônicas ditas ‘modernas’ com curvas ascendentes e galopantes. Lá nos EUA o percentual de obesos e obesos mórbidos, inclusive crianças e adolescentes, já saiu dos trilhos, é um descalabro, uma endemia, pandemia...
Sim, a água está mesmo batendo no nariz dos governantes brasileiros e, a grande prova é que a própria TV Globo (todos os seus canais) tem feito matérias diárias e semanais, em toda a sua programação, sobre esta temática.
Surpresa, assisti no programa do Faustão de 07.05, uma entrevista à nutricionista Dra. Roseli Rossi, aliás muito competente e coerente, falando sobre tudo isso, respondendo questões legítimas da platéia: fiquei emocionada. Um programa tão popular, tão vazio de conteúdo, estar levando este tipo de informação? Sinal de novos tempos e que a coisa está mesmo pegando.
Fico feliz, pois a união faz a força. É preciso mesmo muita mídia poderosa como a da Globo (que acaba servindo de modelo para os demais veículos) para remar na contra-corrente desta indústria alimentícia, desta apologia ao alimento vazio: refinado, gorduroso e açucarado...
Falando no assunto, na Revista Época de maio 2011, a matéria de capa é sobre o açúcar, com a seguinte pergunta: açúcar mata?
A toxicidade do açúcar, segundo o pesquisador norte-americano mencionado pela Época (Robert Lustig, da Universidade da Califórnia, que também afirma categoricamente que "açúcar é veneno, e deveria ser considerado tão ruim e viciante quanto o cigarro e o álcool"), parece ser do tipo "toxina crônica": ou seja, "não é tóxico depois de uma refeição, mas talvez seja depois de consumo diário e várias vezes/dia". Um efeito acumulativo, de estresse constante no fígado, pâncreas, rins...
Segundo estudos mais recentes, bebidas açucaradas aumentam a gordura visceral - a mais perigosa para a saúde e, pessoas que tomaram sucos adoçados tinham mais chances de desenvolver doenças cardiovasculares, como hipertensão e diabetes, que aumentam os riscos de sofrer infarto ou AVC.
Este conjunto de alterações é o que os médicos chamam de ‘síndrome metabólica’, e pior, já há algumas evidências de que o excesso de açúcar pode provocar até câncer. Isso porque o excesso de insulina promove o crescimento tumoral. As células de muitos tipos de câncer dependem de insulina para crescer e se multiplicar. Quanto mais insulina circular no sangue, mais facilmente o câncer se desenvolve. Segundo os pesquisadores, muitas células cancerígenas jamais se transformariam em malignas se não tivessem insulina a seu dispor.
Mas trata-se de um círculo vicioso, porque a obesidade provoca a diabetes tipo 2, que provoca o excesso de insulina inoperante, que provoca trocentas doenças...
Perceba acima a pirâmide que deveria ser preconizada nesta nova era de resgate da consciência, da valorização do alimento do reino vegetal e não industrializado.
Bons profissionais da saúde recomendam consumir em média cinco porções de frutas e legumes todos os dias. Entre os benefícios de seguir essa regrinha diária, destacam-se o combate a doenças, a redução da gordura em nossa dieta, o controle do peso e a absorção de uma variedade de vitaminas e minerais. 
Será que um dia ainda vamos ver todos os profissionais da saúde proibindo alimentos pobres em nutrientes, nocivos à saúde: física, emocional, mental e espiritual?
Será que um dia vamos ver as embalagens de refrigerantes e os negócios de fast food com alertas do tipo: veneno, estes produtos MATAM lentamente...
Recentemente assistimos a grande mobilização da população brasileira contra o rapaz que assassinou 12 crianças numa escola pública do Rio de Janeiro. Concordo com a mobilização, que até fez renascer a polêmica do desarmamento. Mas, o que desejo deixar aqui como sugestão é que esta mesma união, rebelião e contestação; essa FORÇA DE REVOLTA, aconteça, diariamente, contra as indústrias que produzem e divulgam, dentro de nossas casas, em todos os lugares por onde passam e estudam nossas crianças; os doces, balas, pirulitos, refrigerantes, barrinhas, chocolates (lotados de açúcar, corantes, gordura hidrogenada e aromas), bolos, biscoitos recheados e por aí segue uma lista imensa de não-alimentos, desnecessidades, que nos empobrece em todos os seguimentos da vida: saúde, lucidez, assertividade, produtividade, prosperidade...
Aprenda a escolher as frutas, nossa melhor fonte de doçura, quando elas estão bem maduras, pois estão mais doces. Quando estão na estação, portanto mais aromáticas, suculentas e baratas.
Aprenda a preparar sucos, vitaminas, sobremesas e lanches sem o uso do açúcar, mas somente com frutas maduras, cruas e frescas, ou frutas secas produzidas em casa ou compradas em fornecedores idôneos.

FONTE: http://www.docelimão/ .com.br