VIDA SEXUAL

CONHEÇA MELHOR O SEU CORPO !

Descubra cada parte do seu corpo e aprenda a explorar melhor seu lado sexual

Antes de pensar em ter qualquer tipo de experiência sexual, o primeiro passo é conhecer muuuuito bem o seu próprio corpo. A Atrê vai te ajudar a saber como funciona seu organismo, vamos lá?!
Tudo sobre sexo
Saiba mais sobre seu próprio corpo
Foto: SXC

Vulva


É formada pelos pequenos e grandes lábios, monte de Vênus, pêlos pubianos, abertura da uretra, do canal vaginal clitóris.

Canal Vaginal


Quando uma garota está relaxada pode medir de 8 a 10 cm. Porém, se estiver exitada, ele se alarga ainda mais, podendo atingir até 14cm.

Uretra


É um outro canal, por onde sai a urina.

Hímem


É uma pele muito fina, que fica bem no comecinho da vagina, a apenas dois ou três centímetros da entrada. Não tem nenhuma função e, na maioria das vezes, se rompe na primeira relação sexual.

Clitóris


É um órgão extremamente sensível, que normalmente dá prazer ao menos toque. Fica na vulva e se parece com um grão de milho.

Ovários


São dois. Eles produzem os hormônios sexuais femininos e amadurecem os óvulos.

Óvulos


Eles que são fecundados pelos espermatozóides, formando o embrião. Uma mulher normalmente nasce com 40.000 óvulos.

Estrogênio e progesterona


São os principais hormônios sexuais, responsáveis pela regulação do ciclo menstrual e pela ovulação, entre outras funções.

Trompas


Só pra você entender: são nas trompas que ocorre a fecundação (o encontro do óvulo com o espermatozóide). Só depois elas conduzem  o óvulo fecundado até o útero.

Útero


É ali que a gravidez se desenvolverá, ele protegerá o feto durante toda a gestação.

Colo do útero


É a parte do útero que fica em contato com a vagina, possui uma pequena abertura por onde sai a menstruação.
Informações: Maurício de Souza Lima- Médico hebiatra da unidade de adolescentes e Coordenador do Ambulatório dos Filhos de Mães Adolescentes do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP, mebro da Diretoria da Associação Paulista e da Associação Brasileira de Adolescência.

Nenhum comentário:

Postar um comentário